Quais são os cuidados que devemos ter com um paciente diabético?

É preciso conhecer bem a doença para saber como mantê-la sob controle e conseguir mais momentos de bem-estar.

Na diabetes, o corpo não é capaz de produzir insulina ou não utiliza adequadamente aquela que produz. Existem dois tipos: o tipo 1, de origem autoimune, que é normalmente observado em pessoas mais jovens como crianças e adolescentes e o tipo 2, o qual corresponde a 90% dos casos de diabetes (especialmente em adultos) e decorre de um histórico de maus hábitos alimentares e sedentarismo, podendo ser agravado por condições como o tabagismo por exemplo.

Em ambos os casos, é possível ter uma vida com qualidade e adotar uma alimentação mais saudável é fundamental. Não é preciso investir em produtos caros, mas sim em alimentos os mais naturais possíveis, como legumes, frutas e verduras, controlando o nível de açúcar no corpo.

Quando trata-se de carboidratos, a recomendação é optar pelos integrais, e também orienta-se a reduzir o consumo de industrializados, principalmente os ricos em farinha branca e gordura trans, como biscoitos recheados e barras de cereais, o que normaliza não somente a glicemia em jejum, mas também as taxas de colesterol e triglicérides.

O açúcar refinado é o principal vilão de quem tem diabetes, mas há outros itens de alto índice glicêmico que pedem cautela, como o mel e o açúcar mascavo.

Até a ingestão de frutose, presente nas frutas, deve ser controlada. Esses alimentos são ricos em propriedades nutritivas e água, mas existem algumas frutas que tem baixo índice glicêmico, como morango, kiwi, limão e mirtilo.

Fazer atividades físicas melhora o quadro e os sintomas, não só da diabetes, mas também de outras doenças.

Manter o corpo ativo faz com que o organismo gaste mais energia, regularizando os níveis de açúcar e promovendo uma maior qualidade de vida.

Para quem é sedentário, a recomendação é começar com atividades simples do dia a dia, como fazer o percurso do trabalho a pé ou realizar caminhadas curtas de 30 minutos. Depois pode-se aumentar o tempo e incluir essas atividades em mais dias da semana.

A aplicação de insulina assusta muitas pessoas com diabetes, e não precisa ser um grande sofrimento. Pode ser feita na barriga, coxa, braço e glúteo.

Para gestantes, a partir do segundo trimestre, é recomendado que deem preferência às laterais do abdômen para administração da insulina.

A saúde dos olhos é outro ponto importante que os diabéticos devem ficar atentos. A córnea dessas pessoas é mais frágil por conta da taxa de glicemia que pode sujeitar a complicações e riscos de perder a visão.

A miopia é uma condição comum, mas o principal problema é a retinopatia diabética, capaz de danificar a retina.

Entre os sintomas, estão as manchas de luz na visão e sensação de visão embaçada.

Por isso, para evitar qualquer desses males, é recomendada a realização de rotinas de forma regular, com um oftalmologista, além de manter os níveis recomendados de glicose no sangue.

Conviver com o diagnóstico de diabetes pode ser desafiador; entretanto, a doença tem grandes chances de ser controlada com cuidados que podem ser incluídos na rotina de qualquer pessoa.

Por isso, o diabético pode desfrutar de bem-estar para aproveitar com equilíbrio tudo de melhor que a vida tem para proporcionar.

Conteúdo relacionado

Plataforma de saúde e bem-estar para pessoas interessadas em se cuidarem e cuidarem de quem precisa.

Newsletter

© 2022 EUCUIDO.APP - Todos os direitos reservados

Translate »

O que você procura?